Haifa e Jardins Suspensos

Depois de Rosh Hanikrá, siga em direção a Haifa, cidade portuária que tem como principal atração os belos jardins Baha’i. No caminho dá para passar em Akko, rodeada por muralhas da época dos cruzados, e visitar algumas das construções históricas, como a Mesquita El Jazzar e a Fortaleza de Akko, usada como prisão durante o governo inglês em Israel. Haifa é conhecida pela mistura de religiões e de bairros antigos e modernos. Apesar de abrigar muitas mesquitas e igrejas, o programa obrigatório na cidade é visitar o Centro Mundial da Fé Baha’i, religião independente, com leis próprias e escrituras sagradas, surgida na antiga Pérsia, hoje Irã, em 1844.

O complexo, que abriga o belo Templo do Bab, impressiona pela grandiosidade e pelo paisagismo dos Jardins Suspensos. O quase um quilômetro percorrido ao longo do jardim traz uma vista espetacular, formada pelo verde dos gramados, o cinza da cidade e o azul do mar ao fundo. A visita ocorre apenas em grupo e guiada por um seguidor da fé Ba-ha’i. O jardim é uma das poucas atrações recentes em Israel. Ficou pronto em 2001, 14 anos depois de ser idealizado.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta