Casablanca, tem certeza

Casablanca, tem certeza

Dos mil sonhos de viagem que o cinema fez brotar, o favorito deve ser o de muitos espectadores do clássico romântico Casablanca (1942): visitar a mágica cidade e curtir uma noitada no Rick’s Café Américain. Pena que isso só exista na tela, porque tudo era cenário montado nos estúdios da Warner… Apenas os visitantes de outra cidade marroquina, Tânger, é que terão o gostinho de encontrar um lugar como o Rick’s: foi de lá. do Hotel El Minzah, que os cenógrafos de Hollywood tiraram o modelo para o concorrido restaurante fino e cassino clandestino de Humphrey Bogart. Casablanca, de verdade, aparece em pouquíssimas fitas. E o único fácil de se achar é o drama zen de Martin Scorsese, Kundun (1997). Com alguns detalhes: a história se passa no Tibete e. impedido de filmar lá, Scorsese costurou seu próprio Tibete com outros pedaços do mundo. De Casablanca, há alguns trechos de rua, infelizmente irreconhecíveis. Resultado: continue sonhando com a paixão de Bogart e Ingrid Bergman e. quando for ao Marrocos, descubra sozinho os encantos de Casablanca.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta