Centauros na praia

Centauros na praia

Duas vezes por dia, nos momentos de maré baixa, os 2,5 quilômetros de praias virgens em frente do Toca do Marlin viram palco para os magníficos cavalos lusitanos criados no haras do hotel. Sob a rédea firme dos treinadores, eles trotam, cavalgam, sapateiam e empinam, num bailado transmitido há séculos pelos mestres da alta escola lusitana. Dono de outro haras em Itaipava, onde também cria lusitanos, o arquiteto Bennett Nisencwajg se diz um apaixonado. “Nas viagens à Península Ibérica, onde a raça surgiu, os gregos presenciaram uma relação tão intensa entre cavaleiro e cavalo que imaginaram serem uma criatura só. Daí vem a lenda do centauro”, afirma. Os hóspedes, mesmo que iniciantes, também podem montar. Em poucas aulas, aprende-se a controlar os cavalos apenas com o movimento do corpo e a fazê-los realizar alguns truques. Se você cair, tudo bem. A areia úmida amortece bem o choque.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta