Archivo para la Categoría » Termas de chillan «

Termas de chillán

TERMAS DE CHILLÁN.
COMO CHEGAR:
Para chegar à estação, pode-se voar tanto para Chillán, a 82 km das termas, quanto para Con-cepción, a 145 km. Na Lan, as tarifas paraqualquer um dos destinos, com escala em Santiago, têm o mesmo valor: desde USS 537/USS 589.
O PREÇO DAS COISAS: Passes (hóspedes dos condomínios e não-hós-pedes dos hotéis): USS 38. Aulas: de USS 103 (uma ou duas pessoas) a USS 211 (sete ou oito pessoas). Aluguel de equipamentos: USS 28 (esqui); USS 33 (snowboard).
TELEFONE E SITE: (56-2) 233-1313, termaschillan.cl

Passeios em Termas de chillan

Dá para ir de helicóptero (09021-4366; US$ 95 a USS 380) até a cratera ainda quente do vulcão, a 3 200 metros de altitude. De lá, a descida é pela neve virgem, entre fendas fumegantes, até a pista Tres Marias – a mais longa da América do Sul e uma das maiores atrações do resort. O desnível vertical da aventura supera os 1 000 metros. “Não é para principiantes, mas quem já esquiou em neve fofa vai se sair bem”, afirma o administrador de empresas e esquiador Marcelo de Toledo Piza, em sua segunda ida ao resort.

Vida nocturna Termas de chillan

VIDA NOTURNA:
Definitivamente, vida noturna não é o forte das estações sul-americanas de esqui. Em Chillán, a noite na montanha só ganha um pouco de graça nos bares de Las Trancas, a exemplo do Snow Pub e o OHva’s, onde se reúnem esquiadores radicais e a galera jovem. Como a boate do Gran Hotel não faz a noite ferver, o complexo tenta reverter o quadro com a inauguração nesta temporada do Cassino Termas de Chillán, com roleta, caça-níqueis e carteado.

Hoteis em Termas de Chillán

PARA QUEM PODE GASTAR MAIS:
Mais moderno e luxuoso que os outros resorts de inverno do Chile, o Gran Hotel (tarifa semanal de US$ 1200 a US$ 4180 por pessoa, conforme a temporada; Cc: todos) é um oásis. A atmosfera pode parecer bastante formal, mas a limpeza e organização a toda prova e o acesso gratuito aos serviços do spa fazem a diferença. Enquanto namorados e maridos praticam o esporte por excelência do lugar, as mulheres que não esquiam se dedicam às muitas terapias e tratamentos de beleza do spa. As crianças, por sua vez, ficam enlouquecidas com os cães malamute do Alasca, que puxam trenós no passeio pela neve (US$ 12). E todos aproveitam as piscinas com água sulfurosa ao ar livre e aquecidas pela atividade vulcânica no subsolo. A melhor delas, com uma parte interna e outra externa, ganha um charme todo especial quando neva.
DE GRAÇA:
Pelo isolamento e pela curta duração da temporada, é difícil achar programas gratuitos nas estações de esqui. Em Chillán não chega a ser uma questão de dificuldade. É impossível mesmo.
UM LUXO:
Quem se hospeda em Termas de Chillán tem à disposição uma verdadeira maratona de tratamentos de beleza e relaxamento: aromatera-pia (US$ 20), shiatsu (USS 50), reike (US$ 44), hi-dromassagem sulfúrica (US$ 10), thalassotera-pia com algas (USS 45), banho de vapor natural (US$ 10), terapia com pedras quentes (US$ 82), massagem (USS 51), fangoterapia (com lama vulcânica, USS 45) e limpeza de pele com drenagem linfática (US$ 82), para citar poucos.

Termas de chillan pacotes

TERMAS DE CHILLAN.
Em variedade de pistas e beleza, Termas de Chillán bateu todas as estações de esqui da América do Sul no Prêmio Viagem 2006. Na predileção pela sexta melhor estação do mundo, os leitores provavelmente levam em conta o spa cinco-estrelas e as piscinas termais do hotel, localizado na chuvosa província de Bio-Bio, a apenas 1600 metros de altitude – a maioria das estações chilenas fica a mais de 2 000 metros. Com 29 pistas, voltadas principalmente para iniciantes e intermediários, o lugar tem neve de boa qualidade e proporciona experiências raras, como esquiar na encosta do inativo Vulcão Chillán ou entre árvores. Os hotéis do complexo atendem pelo telefone (56-2) 2233-1333.
PARA QUEM QUER GASTAR POUCO:
O resort tem hospedagem econômica no Pirimahuida (tarifa semanal de US$ 650 a US$ 980, conforme a temporada; Cc: todos), no Valle Las Trancas, 7 quilômetros estrada abaixo. Ficar lá não dá direito às amenidades exclusivas do hotel principal, como o spa. Então, não custa nada conferir as pousadas ao redor. A M.I. (Mission Impossible) Lodge (Comuna de Pinto, Valle Las Trancas, 09-623-0412; diária a US$ 40 por pessoa) é administrada pelo casal de esquiadores franceses Bertrand e Anne Julie. Os quartos nesse chalé moderno são bem simples, mas os hóspedes passam a maior parte do tempo conversando ou acessando internet wi-fi ao redor da lareira do lounge – onde também são servidos crepes, a especialidade da casa. A Jamon, Pan y Vino (Sector las Trancas, km 70, 43-0148; diárias de $ 78 000 a $ 91 000) tem cabanas rústicas para até oito pessoas, com cozinha e camareira.