Tag-Archivo para » viagem a marrocos «

Turismo de marrocos

O possível regresso de dom Sebastião a seu país é uma questão, mas Asüah, com praias, bom astral e a fortaleza onde ficaram acantonadas as tropas portuguesas não deixa dúvida: vale curtir a parada. Tânger está a uma hora dali; Ceuta, duas. Atravessar a fronteira de volta ao enclave exigirá paciência. Mas os dias vividos no Marrocos, com tanta beleza, história e cultura ímpares, com o plus das ótimas estradas, eis aí um preço modesto a se pagar.
Do mar ao deserto.
Em algumas horas vai-se das belas cidades da costa do Atlântico aos vilarejos perdidos no meio do Saara. Sempre por estradas em boas condições, sem buracos.
Ceuta:
Ficar:
unto às antigas muralhas, o quatro-estrelas Parador La Muralla (Plaza Nuestra Seftora de África, 15,Si-4940, parador.es; diárias desde € ias; Cc: todos) tem piscina com palmeiras e linda vista para o mar e centro histórico Para os bolsos mais apertados, a Pensión Ia Bohemia(Paseo de Revel-lín, 16,51-0615; diárias desde € 30) no calçadão da área central, tem quartos limpos e banheiro coletivo.
Comer:
Dieta mediterrânea? Nem poderia ser diferente no restaurante do Parador La Muralla, com frutos do mar a € 25. Peixes baratinhos no La Marina (Alfé-rez Bayton, 1,51-4007; Cc: V).
Passear:
O Museu Municipal de Ceuta (Paseo de Revellín, 30,51-7398; grátis; y/sáb, ioh/i4h e i9h/2ih; dom, nh/14 h), focado em arqueologia, tem objetos e fragmentos do paleolítico à era medieval da região.

Viagem para marrocos

Bem pra lá de MARRAKESH.
NÃO È UMA MIRAGEM.
Vendedor de água em Marrakesh e, na pág. oposta, duna do Saara perto de Merzouga.
ARTE FUNERÁRIA:
Mausoléu do sultão Ismail, em Meknès, cidade que ele transformou em capital imperial.
As estradas do Marrocos têm fama   ^ de inóspitas. É uma herança dos tempos em que caravanas de milhares de camelos vagavam pelo calor dos seus desertos, desafiando témpesta-des de areia, dunas traiçoeiras e bandidos cruéis. Esse estereótipo de filme ^ B desanima os turistas, que ficam pelas maiores cidades desse que f o mais ocidental e acessível dos países árabes.
Pois saiba què taiá”o!iftculdades são pura lenda. De carro, é muito cômodo chegar a qualquer lado do Marrocos. As estradas são excelentes. E tirar as rodas do asfalto só vai precisar mesmo quem tiver espírito aventureiro. Como eu, que encarei alguns trechos do Deserto do Saara.