Tag-Archivo para » viagem a patagonia «

Viagem para patagonia

Viagem para patagonia a evolução na prática.
1488 português Bartolomeu Dias contorna o Cabo da Boa Esperança, que liga o Oceano Atlântico ao Índico.
1492 Cristóvão Colombo .descobre a América. Dois anos depois, Portugal e Espanha assinam o Tratado de Tordesilhas, que divide entre as duas potências “as terras descobertas e a descobrir”.
1520 O português Fernão  de Magalhães, a serviço da Coroa espanhola, descobre a passagem que liga os oceanos Atlântico e Pacífico. O estreito ganha seu nome 0 navegador morre na seqüência da viagem.
1578 O corsário inglês Francis Drake navega pela Patagônia e Terra do Fogo e se aproxima do Cabo Horn, que somente seria contornado em 1616 pelo holandês Jacob le Maire.
1579 O espanhol Pedro Sarmiento Gamboa comanda expedição ao Estreito de Magalhães, mapeia a região e, em 1583, funda a colônia Rei Don Felipe, com 300 homens Obrigado a voltar à Espanha, deixa a vila sem comida. Quando regressa, todos estão mortos. Em 1587, Thomas Cavendish passa pela região, vê as ruínas e lhe dá novo nome: Porto da Fome.
1828 O capitão inglês Robert Fitzroy captura quatro nativos na Terra do Fogo e leva-os à Inglaterra para serem educados. Em 1831, já acompanhado do naturalista Charles Darwin, retorna e devolve os nativos à terra. Sua tentativa de civilizá-los fracassou.
1836 Termina a viagem de Darwin. Foram quase cinco anos de estudos e pesquisas na América do Sul que o levariam a publicar A Origem das Espécies, em que apresenta a famosa Teoria da Evolução, base da biologia moderna.

Viagem Cabo Horn

Na véspera da ida ao cabo, nem mesmo a tripulação garantia o sucesso da empreitada. Tudo iria depender das condições climáticas, totalmente ingovernáveis na região. Mas tudo deu muito certo. Sem as terríveis ventanias que assolam a ilha, o capitão Oscar Sheward pôde contornar o Cabo Horn pela terceira vez na história do Via Australis, para surpresa e encanto dos viajantes, que puderam admirá-lo bem de perto das amplas janelas do navio.

Viagem para patagonia

Com dois cursos superiores de Turismo, experiência como guia de 1997 a 2005, nesse mesmo roteiro, Rodrigo é o responsável pela eficiente equipe de guias, que faz de tudo: cuida do embarque nos botes, de toda a segurança nas várias excursões, ministra palestras dentro e fora do navio, e é poliglota. No total, incluindo os guias, são 48 tripulantes. Esta foi a 112a viagem do Via Australis, que fez sua estreia em janeiro de 2006.0 público, majoritariamente europeu, é formado, em sua maioria por casais na faixa etária dos 45 aos 55 anos. “São viajados, mas calouros nesse tipo de cruzeiro. Chegam informados sobre o roteiro, conhecem a história da região e também já leram sobre o Cabo Horn e outros pontos da viagem,” conta Rodrigo.

Viagem patagonia

Viagem patagonia REMOTA
3 noites no hotel Remota, todas as refeições, explorações diárias comgut bilíngües e traslados.
a partir de
US$ 697 + 2 x US$ 426
Total = USS 1.S48 até 31/03/2010
Preços por pessoa em dólares norte americanos em acomodação dupla. “Os preços de terrestre são meramente informativos, podendo flutuar de acordo com a disponibilidade do fornecedor e variação combioL Os preços somente serão garantidos mediante a confirmação da reserva e desde que respeitado rigorosamente o prazo estabelecido de pagamento. Promoções estão sujeitos às regras estabelecidos pelo fornecedor e não serão aplicadas retroativamente.”